26 out

O papo dos captadores é muito comum entre os guitarristas. Não é raro escutar conversas do tipo: “os Humbucker da minha guitarra deixam meu som encorpado” ou “curto demais os estalados dos captadores Single Coil”. Mas vocês conseguem entender o porquê disso? Vamos explicar hoje, no blog da Michael.

 

Primeiro é preciso entender a função dos captadores. Eles são dispositivos que captam as vibrações do instrumento, no caso das cordas e da própria madeira, transformando-as em sinal elétrico para depois serem amplificadas!

Os tipos e a combinação deles interferem na sonoridade da guitarra, alguns valorizando o aveludado e outros o brilho! Conheça os dois modelos de captadores mais comuns!

humbesingle

Single Coil: é um pickup muito utilizado nas guitarras Strato e Teleca. Utilizam uma bobina e valorizam mais o brilho. Possuem um sinal com um pouco mais de ruído, mas, talvez, esse seja o detalhe que mais chama atenção em que curte, pois realçam bastante o estalado! Muitas guitarras possuem dois deles (centro e braço) e outras três (ponte, centro e braço). Há quem combine-os com os modelos humbucker, variando entre ponte e corpo, deixando o som mais versátil.

 

Humbucker : Este tipo de captador produz um sinal bem “quente” e mais potente! Muitos são construídos com 2 bobinas que deixam o som mais grave e encorpado, sem os ruídos dos modelos Single-Coil. No modelo com uma bobina, é construído enrolado “ao contrário” para o cancelamento dos “chiados”. É bastante utilizado em guitarras como LP, SG, Semiacústica, entre outras!

 

É importante lembrar que existem diversas variações dentro de cada um destes gêneros como Open Humbucker, Mini-humbuckers, Lipstick, P-90s, entre outros!

 

Na Michael, existem guitarras com os dois modelos Single Coil e Humbucker! É só escolher sua preferida e fazer aquela sonzeira!

F.Gênia