20 abr

violaomichael

 

Olá, galera. Tem coisa mais frustrante do que você afinar seu violão e pouco tempo depois sentir que as cordas voltaram? Esse tipo de situação ocorre por “n” situações, mas uma que as pessoas têm pouco controle é  quando o instrumento fica exposto às mudanças climáticas! Quando você toca em regiões de climas distintos fica difícil de fazer o encordoamento estabilizar! E neste frio então?! Puts…

 

Uma dica legal para quem acabou de trocar as cordas e vai tocar em temperaturas mais frias é dar a primeira volta da corda por cima da tarraxa e as outras por baixo, enquanto laceia. O lado ruim é que se você levar o azar de arrebentá-las será mais trabalhoso pra trocar, mas é algo que pode ajudar.

 

Além disso, é fundamental ter um afinador cromático sempre em mãos para checar a afinação. Quando, por exemplo, você entrar em um estúdio ou local mais frio, que tenha ar condicionado, é preciso deixar o instrumento acostumar com a temperatura para depois afinar. Tenha certeza, se afinar fora do local e entrar para tocar direto, a chance da afinação variar é gigante.

 

Deslizar a mão sobre o instrumento é uma importante maneira de estabilizar e equilibrar a temperatura. Além disso, para as cordas novas de náilon, uma dica é puxar a corda para cima com o indicador e ao mesmo tempo pressioná-la pra baixo com o dedão. Faça isso de corda em corda, em vários pontos do encordoamento para que tensão fique ajustada.

 

Então é isso, galera!

F.Gênia