24 ago

A GM747 da Michael possui timbre encorpado e um sustain vigoroso conferido pelo corpo sólido e também pelo par de captadores Humbuckers utilizados nesta guitarra. Este instrumento possui acabamento de alta qualidade e grande tocabilidade, ideal para músicos semi-profissionais.

O corpo da GM747 é feito com madeira maciça o que resulta em transferência mais eficaz das vibrações conferindo um timbre robusto e sustain duradouro. A escala da guitarra é feita em rosewood, madeira que garante resistência a deformidades e maior durabilidade.

Os captadores Humbuckers utilizados são duplos (duas bobinas), eles tem timbre forte e intenso, são caracterizados por serem isentos de ruídos, devido a cobertura metálica apresentam um timbre aveludado e ao mesmo tempo cristalino, indicado para Rock, Blues, Jazz, Heavy Metal e Pop-Rock.

Esta guitarra possui dois captadores, chave de seleção com 3 posições e 2 knobs para controle volume e tom para cada captador. Com a combinação dos controles e chave seletora, pode-se conseguir uma imensa variação e diversidade de timbres para diversos estilos musicais.

GM747CS

GM747CS

GM747CS

13 ago

Partes Violão

Universalmente conhecido como guitarra clássica, o violão pertence ao grupo de instrumentos de cordas e teve sua origem nos países europeus provavelmente em meados do século XII.  Acredita-se que se trata de uma adaptação do Alaúde Árabe e da Cítara Romana, mas  foram os espanhóis os principais responsáveis pelo desenvolvimento do violão na versão como conhecemos hoje.

Braço: Composto, geralmente, de madeira maciça e rígida fixado ou colado ao corpo do instrumento. Madeiras muito utilizadas são o mogno e cedro. O braço é preso ao corpo com ajuda do tróculo.

(13)Boca: Feito para permitir a passagem do ar em vibração.

(9)Cavalete: Peça utilizada para fixar corda ao corpo do instrumento.

Corpo: Com a função de ressonância o corpo possui diversos formatos que dão ao instrumento sonoridade diferente. Composto de combinações de madeiras para conferir características como flexibilidade, resistência, timbre e afinação desejados.

(1)Cabeça ou headstock: Geralmente feita da mesma madeira do braço. Fixada em ângulo para facilitar a fixação das cordas.

(4)Escala: Feita de madeira diferente do restante do braço a escala é presa ao braço para fixar os trastes e servir de apoio aos dedos do executante.

(7)Faixas: Composto de madeiras com maior resistência as faixas são moldadas em lâminas finas e coladas ao tampo e ao fundo através de peças internas.

(2)Pestana: Ponto de junção da cabeça a escala com a função de separar e elevar as cordas.

(10)Rastilho: Peça de osso ou plástico usado para suportar e distanciar as cordas além de transmitir a vibração das cordas ao tampo.

(8)Tampo: Responsável pela maior parte da amplificação acústica é feito de madeira mais flexível, é resistente o suficiente para suportar a tração das cordas.

(3)Tarraxas: Servem para controlar a tensão aplicada a cordas.

(5)Trastes: Divisões fixadas ao braço utilizadas para dividir o as cordas em partes menores para que possa ser aumentada a freqüência das vibrações.

(6)Tróculo ou nariz: Peça que serve de apoio e ligação do braço ao corpo do violão.

04 ago

Bandeira kam 500Tudo começou com os órgãos eletrônicos. A necessidade de incorporar mais vida às interpretações deu origem às máquinas de ritmos que foram introduzidas nesses equipamentos. Com o passar do tempo a sofisticação foi dando lugar a uma verdadeira orquestra. Como os órgãos se tornaram equipamentos muito caros e de difícil transporte, tudo foi simplificado num teclado único, com 61 teclas de base e com todas as prerrogativas de um verdadeiro “órgão eletrônico”. Muita gente, até hoje, denomina o teclado arranjador de órgão eletrônico.

A Michael traz ao mercado uma novidade, o Teclado arranjador KAM500, o primeiro produto criado com identidade e sonoridade totalmente brasileiras. O KAM500 nasceu para atender a as demandas dos músicos brasileiros dos mais diversos cenários, com a proposta de oferecer aos nossos clientes um produto diferenciado, completo, versátil e de qualidade.

O teclado oferece diversos recursos avançados, como display LCD, 61 teclas sensitivas, 45 músicas de demonstrações, cerca de 130 ritmos diferenciando-se da concorrência com a presença de 64 “sotaques” brasileiros que traduzem as raízes musicais do país, além de comandos e menus totalmente em português. A Michael criou um produto que combina com diversas ocasiões, performances musicais ao vivo, gravações e principalmente educação musical, que pretende adicionar e muito na construção de mais talentos brasileiros. Este tecaldo ideal para quem está iniciando ou já se aventura no fascinante mundo da música.

Samba, Afoxé, Frevo, Baião, Maracatu, Chorinho, Sertanejo, Milonga, Xote, Forró, Jovem Guarda e Parintins são apenas uma pequena amostra das “línguas” faladas pelo KAM500.

Conheça as especificações técnicas do KAM500.

Kam 500
Kam 500 o teclado que fala as “línguas” do Brasil.

01 ago

A Michael se encontra há 11 anos no mercado oferecendo um mix de instrumentos dos mais completos do segmento, atendendo a todos os tipos de músicos, oferecendo produtos de qualidade para iniciantes a profissionais. Nossa busca constante por melhorias nos proporcionaram conhecimento de mercado e de processos de produção, elevando nossos produtos a execelência no acabamento e performance.

A Michael se especializou em oferecer instrumentos construídos com precisão e qualidade, além de manter um ótimo relacionamento pós-venda. A empresa conta com uma equipe de especialistas que trabalha continuamente na melhoria das matérias primas e da fabricação dos nossos instrumentos. Estes profissionais se certificam que os instrumentos estejam sempre dentro dos melhores padrões de qualidade exigidos pelos músicos brasileiros e com todas as características dos padrões internacionais.

Hoje, contamos com mais de 500 instrumentos em nossa linha, incluindo acordeons, cordas, sopro, percussão, orquestral, acessórios e linhas infantis e teclas com diversos acabamentos e cores em toda a sua linha.

Atualmente, a Michael realiza um projeto especificamente para escolas de música. Nossa intenção é estreitar e desenvolver um trabalho conjunto com as escolas de música para a melhoria e crescimento do ensino musical no país.

A Michael acredita que as pessoas mais indicadas para aperfeiçoar nossos produtos são os músicos e professores que utilizam nossos instrumentos diariamente. Entendemos que as escolas de música desempenham um papel de suma importância no contexto sócio-cultural brasileiro. Pensando nisso, a Michael oferece uma linha completa de instrumentos para trabalhar o desenvolvimento da musicalização infantil.

Uma das ações desenvolvidas pelo Projeto Escolas Michael foi a participação do 6º Encontro Nacional das Escolas de Música. O evento permitiu que nos aproximássemos, ainda mais, de músicos, professores e empresários das escolas música, proporcionando aos participantes experimentarem nossa nova linha de violões, teclados, pianos verticais e piano de cauda.

“Esperamos que nosso trabalho e dedicação ao mercado da música, demonstrem aos nossos clientes e parceiros que nosso profissionalismo é em prol do crescimento do mercado de instrumentos musicais como resultado de nossa paixão pela música”.

(Anderson Pacheco – Responsável pelo Projeto Escolas Michael)

Anderson Pacheco

Anderson Pacheco consultor Michael.

Anderson Pacheco

Visitantes experimentaram instrumentos na feira.

Anderson Pacheco

Anderson Pacheco

Tim Blarth analista de produtos, Valéria Forte diretora da Editora Som e Anderson Pacheco.

29 jun

As características musicais de um violão estão intimamente ligadas com a forma que são construídos e até mesmo com o material usado. O violão VM22N da Michael não é uma exceção, ele é feito com materiais selecionados para adquirir qualidades marcantes.

O tampo do VM22N é construído em Spruce, madeira com ótimas propriedades acústicas, proporcionando timbre rico em volume e com freqüências definidas, ele possui trastes de níquel-silver conferindo durabilidade superior para as cordas, escala e instrumento, possui também um tensor dual-action que permite o ajuste do braço do violão nos dois sentidos, garantindo o alinhamento correto da escala proporcionando maior conforto e melhor tocabilidade.

A longevidade do violão é ampliada pelo cavalete, feito com Indian Rosewood o que confere ao instrumento timbre diferenciado e durabilidade. O filete é feito em ABS o que da um visual único e garante resistência às junções entre tampo e lateral.

O VM22N também vem com capa sintética com alças extras, do tipo mochila, facilitando o transporte e proteção extra contra poeira e umidade.

VM22N inteiro

Vm22n

Tarraxas Douradas com Madrepérola

VM22n

Biding em ABS

VM22n

Cavalete em Rosewood

Top solidA qualidade sonora dos violões e outros instrumentos musicais está intimamente ligada aos materiais e processos usados na sua fabricação.

O ideal é que violões sejam feitos utilizando madeiras nobres e tratadas. O tratamento de climatização garante a qualidade e longevidade da madeira, evitando deformações e o aparecimento de fungos além de proporcionar um timbre claro, robusto e definido para o instrumento.

A Michael oferece na sua linha Top Solid exatamente este nível de qualidade, todos os modelos nesta categoria passam por um processo minucioso de construção onde são utilizadas matérias-primas nobres e a atenção aos detalhes garante visual único e diferenciado.

Os violões Michael estão disponíveis em três tipos diferentes de tampo sólido – Red Cedar (Cedro Vermelho), Sitka Spruce ( Abeto Sitka) e Engelman Spruce ( Abeto Engelman), com dez modelos de shape diferenciados para cada estilo e gosto musical.

Saiba mais sobre a linha top solid.

Produção e acabamento

Produção e acabamento

Produção e acabamento

09 mar

Depois de comemorar seus 10 anos de mercado em grande estilo na Expomusic 2009, com o lançamento de diversos instrumentos musicais, a Michael inova mais uma vez este ano com um grande lançamento: o novo site Michael!

Após um total de 6 meses de planejamento, desenvolvimento e produção, neste mês de Abril a Michael coloca no ar seu novo site na internet. Baseado no conceito de Web 2.0, o novo site tem foco na interatividade com os usuários de instrumentos musicais. Além do conteúdo elaborado pela própria Michael, como um completo catálogo de instrumentos musicais com ferramenta de comparativo dinâmico de especificações técnicas, reviews oficiais, fotos, vídeos demonstrativos, manuais de produtos, wallpapers e catálogos da empresa, o grande destaque fica por conta do conteúdo elaborado e enviado pelo consumidor final.

Na seção de HITS, por exemplo, serão destacadas bandas ou artistas sugeridos pelo público, com opção de download de mp3 gratuitos. Na área de DEPOIMENTOS, os apaixonados pelos produtos Michael podem enviar seus reviews e opiniões sobre os instrumentos que tocam e fotos utilizando os mesmos. A interatividade se estende por diversas outras áreas do site, seja na busca de revendas autorizadas utilizando-se o API do Google Maps, ou através de conteúdo gerado nas mídias sociais da Michael, como Twitter, Orkut, Facebook, YouTube, MySpace e Flickr. O novo blog da Michael também entra no ar oferecendo conteúdo informativo diretamente dentro do novo site.

De acordo com Daniel Soares, Gerente de Marketing da marca e gestor do projeto, “além de informação e interatividade, o objetivo do novo site Michael é permitir que o usuário viva o dia-a-dia da empresa, construindo experiências que o satisfaçam plenamente em termos sensoriais, gerando encantamento pela marca e por seus produtos”. Este é mais um importante passo da Michael para estreitar a relação com seus consumidores, que faz parte de um projeto maior de comunicação para o ano de 2010 que inclui ações nos PDVs e Escolas de Música espalhadas por todo o Brasil. Confira o projeto no endereço www.michael.com.br.

F.Gênia