07 jul

 

as unhas no violao e na guitarra

 

Temos 3 universos bem específicos para as técnicas de dedilhado, que é a execução com a unha, dedo ou palheta. Cada violonista irá escolhê-las de acordo com o estilo sonoro, velocidade e timbre que quer valorizar. Hoje, no blog da Michael, iremos falar exclusivamente sobre a técnica com a unha.

 

No geral, a técnica de dedilhado com as unhas é mais utilizada no violão erudito. As unhas permitem uma variação incrível de timbres, além de valorizarem bastante a dinâmica do músico. Mas como funciona isso na prática? Os grandes violinistas conseguem tocar variando as técnicas. A combinação das unhas com a polpa do dedos, por exemplo, permite uma gama sonora variada, proporcionando uma sonoridade mais rica.

 

Mas qual o tamanho ideal das unhas? Primeiro é importante entender que quanto mais unha, mais brilhante e preciso sairá o som e quanto mais carne do dedo, mais arredondado, suave e “velado” será o timbre.

 

Na verdade, elas precisam ter um tamanho médio. Unhas curtas demais atrapalham na hora de tocar, pois o violinista é obrigado a virar demais o pulso para atacar as cordas, trazendo pouca definição e precisão. Em contrapartida, unhas grandes demais deixam a sonoridade muito metalizada, e por aumentar a distância entre o dedo e corda, podem fazer com que o violinista perca um pouco do controle dos movimentos.

 

Para definir o tamanho perfeito é bastante fácil. Faça o seguinte: ponha a mão na frente do rosto, com a palma virada. As unhas precisam crescer um pouco acima do tamanho dos dedos. Este é o padrão utilizado pela maioria dos violonistas, apesar de alguns escolherem um tamanho menor ou até maior, como é o casos dos que tocam flamenco.

 

violão
 

 

Fica outra dica. Tão importante quando o tamanho, é saber cuidar bastante destas “palhetas naturais”.  É fundamental que você as lixe, deixando-as arrendondadas. Isso irá aumentar a precisão, além de não marcar o encordoamento.

 

Então é isso, pessoal. Espero que tenham gostado das dicas!

F.Gênia