14 jul

As baterias eletrônicas da Michael são versáteis e dinâmicas! Possuem ritmos brasileiros e sons que se assemelham muito ao de uma bateria acústica. 🥁 Mas você sabe qual a diferença entre os dois modelos?

A DDM-120 é ideal para os bateristas que não abrem mão de técnica e precisão! Suas peles em mesh-head oferecem uma pegada mais realística ao instrumento. As estantes de pratos são girafas, que possibilitam uma regulagem mais acurada do ângulo e da altura, oferecendo melhor ergonomia da hora de tocar. Sua caixa trial-zone, tons trial-zone e os pratos dual-zone permitem maior dinâmica, trazendo mais versatilidade na hora de tocar. Possui ainda, 20 presets de fábrica e 20 presets de usuário, para que o músico possa personalizar suas configurações de acordo com a sua sonoridade. Além disso, as funções do módulo são de fácil acesso, permitindo um ajuste rápido e preciso do instrumento.

Já a DDM-100, possui ótima tocabilidade e está pronta para garantir horas de musicalidade aos bateristas mais versáteis! Possui caixa dual-zone, tons single-zone e pratos single-zone. Ainda conta com 50 presets de fábrica e 20 presets editáveis, para o músico deixá-la com a cara do seu som! É um instrumento que permite diversas possibilidades sonoras!

Assim fica até difícil escolher, não é mesmo?

F.Gênia