17 Maio

Ola pessoal a Michael entrou em contato com o CifraClub e vamos sortear um violão VM15T, lançamento do ano de 2011.

Para ganhar este violão acústico com afinador basta enviar uma foto mostrando com o que você toca já que não tem um violão.

Seja criativo e aumente suas chances de ganhar.

Para participar clique na imagem abaixo ou clique aqui

VM15T

04 Maio

A Michael comunica o lançamento de novos violões infantis MVMC31, MVMC32, MVMC33 e MVMC34, os mais novos membros da Família Michael Club.

Ao todo a empresa irá lançar 4 novos violões infantis pertencentes a linha de instrumentos destinados a musicalização infantil, está linha é conhecida como Michael Club.

Os instrumentos da linha foram criados para oferecer tocabilidade adequada às crianças. Possuem tamanho reduzido, espessura e largura ideais do braço, altura e calibre(extra leve) das cordas minuciosamente projetados para proporcionar rápida familiarização e intimidade com o instrumento.

A construção e acabamento são um show a parte com cores e grafismos estimulantes contendo personagens das linha Michael Club. Os modelos MVMC31, MVMC32, MVMC33 e MVMC34 são, respectivamente, construídos nas cores rosa, preta, azul e vermelha. Todos eles já vêm completos com capa para proteção, que muda de acordo com a cor do modelo, e alça para facilitar o manuseio e possibilitar que sejam tocados mesmo quando em pé.

Todos são equipados com cordas de aço “extra leve” para uma maior projeção de volume, melhor sonoridade e tocabilidade confortável.

Os novos violões da linha Michael Club são os parceiros ideais para a introdução musical da garotada, estimulando e facilitando o aprendizado enquanto proporciona diversão.

Informações sobre a linha atual e novidades podem lidas por meio do site www.michael.com.br ou pelo twitter @mundomichael.

Especificações técnicas:

– Corpos construídos de Linden;

– Escalas e cavaletes em Maple;

– Tampos decorados c/ Turminha Michael Club;

– Encordoamentos de aço (extra leve);

– Tamanho total  30″ (76 cm);

– Tarraxas cromadas;

– Acompanham capa

– Caixas unitária;

– Cores disponíveis: Rosa-MVMC31, Preto-MVMC32, Azul-MVMC33 e Vermelho-MVMC34.

Michael Violões infantis

29 abr

Chega um momento que todo mundo precisa limpar seu equipamento, só que muitas vezes falta informação do que usar e como fazer.  É justamente essa limpeza e manutenção que vai assegurar uma longa vida útil e a manutenção da sonoridade e outras características.

Para um instrumento a manutenção pós uso é de extrema importância. O uso costuma deixar vestígios de líquidos e óleos do suor, saliva e até mesmo o contato com a pele já é suficiente para espalhar substâncias potencialmente nocivas aos instrumentos.

Selecionamos algumas dicas de manutenção para ajudar com algumas dúvidas. Confira Abaixo.

-Como se limpa um violão ou instrumento de madeira com acabamento fosco?
Basta utilizar uma flanela úmida. Qualquer produto mesmo que levemente abrasivo ou cera tende a “dar brilho” alterando o acabamento.

-Como deve ser feita a limpeza após o uso?
Flanela úmida para o corpo e uma umedecida com óleo tipo “lubrificante/desengripante” para passar (uma a uma) nas cordas, sempre sem deixar excessos.

– O instrumento não vai ser usado por um tempo longo. Como devo acondicioná-lo?
O ideal é que ele fique em local seco e fresco. O guarda-roupas é um local muito bacana, lá temperatura e umidade são bem constantes.

-Como transporto meu instrumento com segurança?
Sempre que possível use um case rígido e acolchoado por dentro, se for térmico é um plus muito bem vindo. Adicionar saches de sílica vão ajudar a manter a umidade sob controle.

-Como deve ser feita a limpeza dos conectores e partes metálicas EX: Entrada P10, captadores, tarraxas?
Evite usar água, use flanela seca e hastes com algodões nas pontas para remover resíduos e poeira.

-Existe produto específico para limpeza de cordas ou madeira?
As cordas acabam retendo um pouco do óleo e suor que naturalmente produzimos nas mãos.  O ideal é sempre “enxugar” as cordas com uma flanela levemente umedecida com álcool e depois repetir o processo com uma flanela umedecida com um pouco de óleo “lubrificante/desengripante”.
Para a madeira (crua), óleo de peróba é uma boa dica. Para corpos pintados ou envernizados, cêra, de polimento “automotiva à base de silicone”.

-Quais fatores reduzem a vida do instrumento?
Os mesmos de um carro.  Falta de manutenção e cuidados como limpeza, lubrificação, subst. cordas, regulagens periódicas, guardar em local seco e fresco, etc.)

11 abr

Em 2011 a Michael lançou novos violões, uma linha inovadora, funcional e cheia de requintes. Se trata da Linha T de violões Michael.

Estes instrumentos trouxeram consigo grandes novidades: rossette reestilizado, novo formato de headstock, grande número de acabamentos e uma novidade nunca vista no mercado brasileiro: o afinador integrado em um violão acústico. Nesta linha também foi relançada um novo acabamento presente no VM23T, um visual diferenciado de cor fosca. Esta opção não era utilizada em nenhum dos instrumentos da empresa.

O afinador geralmente vem embutido apenas nos instrumentos com sistemas de captação e os violões que não tinham captação também sofreriam com a falta de um afinador, sendo necessário recorrer a soluções externas. Resolvemos este problema adicionando o afinador de contato MDT-20 da Michael.

Este pequeno notável, o afinador MDT-20, é capaz de captar vibrações e informar o estado de afinação das cordas, por ser cromático ele afina a cada meio tom, permitindo uma infinidade de timbres.

O VM23T está chamando muito a atenção por ser um instrumento bonito, com acabamento diferente e por ter um sonoridade cativante. Ele usa cordas de nylon, acompanha capa e bateria para o afinador que faz com que o violão esteja pronto pra ser usado pouco tempo após ser tirado da caixa.

Abaixo você confe algumas imagens e um vídeo feito com o instrumento.

VM23T michaelRosette VM23T

Afinador MDT-20

14 mar

Diferenciar um produto profissional de um instrumento mais simples não é sempre tarefa fácil, principalmente para aqueles que estão entrando pela primeira vez no cenário musical. Em geral a percepção de qualidade é obscurecida pela marca e preços, mas nem sempre estes fatores são decisivos.

Não é só a sonoridade que é capaz de definir onde o instrumento musical se enquadra, mas uma combinação de peças, materiais e acabamento. No geral um instrumento feito de madeira de alta qualidade oferece sonoridade agradável e característica que são difíceis, se não impossíveis, de se obter utilizando materiais diferentes mesmo com customizações.

Claro que é possível modificar alguns componentes para obter melhores resultados, mas mudar uma peça ou outra, a grosso modo, pode ser como colocar um motor de Porsche em um Fusca. O que é possível, mas as peças não vão bem juntas e a experiência final está longe de ser a mesma. O mesmo se aplica a instrumentos musicais.

A Michael sabe que músicos tem necessidades diferentes e disponibiliza produtos para todos os gostos. E oferece várias opções para os profissionais, semi-profissionais e iniciantes que condizem com o segmento em que atuam sempre com qualidade e ótimo custo benefício.

01 mar

Ao longo o ano de 2010 a Michael promoveu uma promoção destinada aos parceiros da empresa, mais de 2000 revendas distribuídas nas 5 regiões do país estavam aptas a participar.

A promoção foi batizada como “Eu sou mais Michael” e contava com participação dos lojistas. Ao todo foram sorteados 15 prêmios, em três etapas: 5 câmeras fotográficas, 5 TVs LCD 42” e 5 Motos. Uma unidade de cada item foi destinada a uma região do país.

O evento foi um grande sucesso, o número de participantes demonstrou a presença que a Michael possui no mercado nacional e possibilitou a aproximação da empresa com lojistas e vendedores.

Promo sou mais Michael

Promo sou mais Michael

Promo sou mais Michael

Promo sou mais Michael

Promo sou mais Michael

28 fev

Em fevereiro a Michael visitou o 104 cultural, espaço em Belo horizonte destinado a eventos culturais e artísticos. No 104 temos a presença de um dos Pianos de cauda da Michael, se trata do modelo M175, o mesmo que pode ser vistos nas fotos do post.

Durante a Visita o pianista Mauro Continentino, personalidade famosa nos meios musicais da capital, fez uma pequena apresentação (exclusiva) para demonstrar a sonoridade do M175 .

Mauro deixou transparecer a satisfação com o instrumento enquanto falava “bonito, bem construído e com grande custo benefício”.

Na capital mineira ainda é possível encontrar mais pianos da Michael em espaços para o público como o The Art e Chicletes com Guaraná onde, recentemente, o Ed Mota se apresentou tocando nosso instrumento.

Piano 175 No 104

Piano M175 e Mauro Continentino no 104

Piano M157

Piano M175

25 fev

A Michael participou da segunda edição da feira Music Show do ano de 2011. Esta edição do evento ocorreu em Ribeirão preto nos dias 19 e 20 de fevereiro.

Desta vez a Michael levou para o evento a Linha T de violões e os novos violões infantis, ambas as linhas são lançamentos do ano de 2011. A Michael inovou na linha T, eles são os primeiros violões acústicos do mercado a acompanhar afinadores integrados, além de reintroduzir o instrumento com acabamento fosco, um novo design para rosette e headstock.

Os violões infantis estrearam acabamentos novos e um novo membro. Eles contam com grafismo decorativo no tampo e também o primeiro violão mini-folk infantil do mercado.

A feira também contou com a mais recente novidade da empresa, que são os primeiros violões da Linha S, um linha de produtos de excelente custo benefício.

Feira Music Show - fev

Feira Music Show - fev

17 fev

Conheça o violão eletro acústico VM220CT, uma das novidades da Michael para o ano de 2011.

O tampo do VM220CT é construído em Spruce, proporcionando timbre rico em volume e com freqüências definidas, ele possui trastes de níquel-silver conferindo durabilidade superior para as cordas, escala e instrumento, possui também um tensor dual-action que permite o ajuste do braço do violão nos dois sentidos, garantindo o alinhamento correto da escala proporcionando maior conforto e melhor tocabilidade.

O cavalete é construído em rosewood para obter um timbre diferenciado e maior durabilidade. O Filete lateral, também conhecido como binding, é de ABS branco para incrementar o visual e garantir uma junção precisa e firme entre o tampo e lateral.

O VM220CT também vem com capa sintética com alças extras, do tipo mochila, facilitando o transporte e proteção extra contra poeira e umidade.

Além de todas essas características de construção este violão acompanha o equalizador Michael pro Tuner, que agrega em um elemento a função de afinação e captação do áudio do instrumento.

O Equalizador oferece saídas do tipo P10 e XLR, esta última proporciona maior volume, qualidade sonora e proteção de ruídos, fazendo do VM220CT a opção ideal para quem quer tocar com os amigos ou se apresentar para um platéia.

VM220CT

09 fev

A bateria conta com peles, também conhecidas como filmes, nas extremidades das peças. Que são responsáveis por receber a “pancada” e movimentar o ar transmitindo o som. A Michael utiliza peles fabricadas pela Remo, empresa que conta com grande expertise e produtos de alta qualidade.

As peles recobrem os cascos e são encontradas em diversos tipos: transparentes, porosas com filme simples ou filme duplo, também conhecida como hidráulica.

As peles transparentes são moderadas e versáteis sendo úteis em diversos estilos musicais. As peles porosas por outro lado tem som mais brilhante e seco.

As peles hidráulicas são espessas e soam melhor em tambores maiores. Geralmente de som forte de graves profundos. Estas peles quando utilizadas em tambores pequenos podem soar abafadas e sem vida. As peles simples tem som definido, ressoante, seco com harmônicos moderados. Elas também são extremamente sensíveis a mudança de afinação.

Temos também peles de ataque e de resposta. A pele de ataque é a que recebe a “pancada” já a de resposta é a pele inferior, que ressoa e propaga o som. Nada impede de utilizar apenas peles de ataque, mas a falta de peles de resposta muda completamente o som do instrumento.

As peles devem ser trocadas quando a afinação adequada não consegue ser mantida. No geral é aconselhável trocar as peles quando elas demonstram sinais como marcas ou descolamento da camada superior.

Peles Kitpro12

Conheça a linha de peles Michael.

F.Gênia